Cruzado Posterior (LCP)

PDF Imprimir E-mail

img-lcpAs lesões do ligamento cruzado posterior são as que envolvem os maiores danos a articulação do joelho.
A literatura mostra bem menos publicações do LCP em relação ao ligamento cruzado anterior (LCA) porém, com muitos profissionais com interesse nessa estrutura nos últimos anos.

A freqüência de lesão dessa estrutura aumenta a cada ano porém em um numero bem menor que o LCA. Existem uma série de controvérsias sobre o mecanismo do trauma (como a lesão ocorre), abordagem não cirúrgica x cirúrgica e ainda em relação ao diagnostico.

Em nossa experiência acreditamos que o LCP é mais lesado do que diagnosticado, e em caso de ruptura existe uma sobrecarga importante nas superfícies articulares do joelho.

Em nosso grupo dedicamos especial atenção a este ligamento que consiste em uma de nossas principais linhas de pesquisas com publicação internacional sobre novo sistema cirúrgico para o tratamento dessas lesões.

Em uma população normal as lesões do ligamento cruzados posteriores (LCP) ocorrem entre 3% a 25% de todos os entorses de joelho. Sua função primária é previnir que a tíbia se desloque posteriormente em relação ao fêmur.

Para se diagnosticar uma lesão neste ligamento é necessário verificar a história completa do acidente, exame clínico de um médico especializado, e aspecto clínico do paciente após a lesão. Durante a coleta da história o conhecimento do mecanismo da lesão será extremamente necessário para um diagnóstico mais completo.

As lesões geralmente são causadas por traumas diretos no joelho ou quando o atleta salta e no pouso roda o joelho para fora.

Quando diagnosticada apenas um ortopedista , especializado em joelho, poderá indicar o melhor tratamento a ser seguido.